Psicoterapia – Em que consiste, quais são os tipos e onde encontrar ajuda

A psicoterapia é um processo de tratamento dos problemas de saúde mental durante o qual o paciente é atendido por um psicólogo ou por um psiquiatra com formação em psicoterapia.

Durante este tratamento, o paciente aprofunda o seu conhecimento sobre a sua doença e sobre si próprio, analisa detalhadamente os estados de humor e a relação destes com os seus pensamentos, e a repercussão destes nos seus comportamentos.

No entanto, ainda hoje existe uma grande confusão entre Psiquiatria e Psicoterapia, e é preciso esclarecer que a psicoterapia não é um tratamento médico, mas antes um tratamento psicológico, extremamente valioso.

Psiquiatria e Psicoterapia – Quais as diferenças?

A psiquiatria e a psicoterapia são as formas de tratamento mais eficazes dos distúrbios mentais e emocionais.

Na psiquiatria o enfoque é a causa biológica, o correcto diagnóstico médico e o tratamento farmacológico ou medicamentoso.

A psiquiatria é uma especialidade médica que estuda as causas biológicas, desenvolve estratégias para o diagnóstico e propõe tratamentos farmacológicos – medicamentos – que foram cientificamente testados e validados para o tratamento destas doenças.

Na psicoterapia o foco é no processo psicológico, ou seja, na análise e identificação dos processos mentais e emocionais que estão envolvidos ou são causa de sofrimento no paciente. A psicoterapia foca-se na identificação das formas de pensar e sentir o mundo e os outros que podem estar comprometidas e distorcidas e que precisam de ser abordadas e corrigidas.

Metaforicamente, a Psiquiatria trata do “hardware” (neurónios, centros do sistema nervoso central, neurotransmissores) e a Psicoterapia trata do “software” (processos de pensamento, estados emocionais, padrões de pensamento e emoção).

Em vez de abordagens opostas, são antes formas complementares de tratamento e ambas beneficiam o paciente através de estratégias diferentes que se potenciam mutuamente e cujo resultado combinado é sempre mais eficaz e mais bem-sucedido que qualquer uma das mesmas isoladamente.

Psicoterapia – Em que consiste, quais são os tipos e onde encontrar ajuda.

Na psicoterapia é feita uma análise detalhada das suas experiências de vida, do seu desenvolvimento psicológico na sua família, comportamentos aprendidos que podem actualmente ser disfuncionais e causa de sofrimento para si próprio e para os outros. A psicoterapia ajuda o paciente a assumir novamente o controlo da sua vida e a responder às situações exigentes da vida com estratégias mais válidas, mais adequadas e mais competentes.

Para que serve a psicoterapia?

A psicoterapia é utilizada para tratar boa parte dos problemas de saúde mental, incluindo:

  • Problemas de ansiedade
  • Perturbações do Humor (depressão)
  • Adições (“vícios”)
  • Distúrbios do comportamento alimentar
  • Perturbações de personalidade
  • Em alguns casos de Esquizofrenia e Psicoses

A Psicoterapia pode ser útil mesmo que não exista doença nem sofrimento.

Há quem recorra à Psicoterapia para aprofundar o conhecimento de si mesmo, perceber onde pode melhorar e como otimizar estratégias para a resolução de problemas comuns da vida, profissionais ou afectivos.

Da mesma forma que podemos recorrer a um ginásio para otimizar a nossa forma física e apurar a nossa saúde corporal, é igualmente legítimo procurar um psicoterapeuta para promover o nosso “fitness” mental e emocional.

A Psicoterapia pode ser útil para:

  • Resolver conflitos
  • Alivar stress ou ansiedade
  • Enfrentar mudanças de vida, como a morte de um parente ou pessoa próxima, divórcio, perda de emprego…
  • Assumir um problema de saúde física grave ou progressivo
  • Lidar com problemas sexuais
  • Tratar a insónia
  • Recuperar de abuso físico ou sexual

Como é uma consulta de psicoterapia?

Numa consulta de psicoterapia o paciente reúne-se com o seu psicoterapeuta numa clínica ou online, uma vez por semana ou uma vez a cada duas semanas, com sessões cuja duração varia entre 45 e 60 minutos.

Nas primeiras sessões de psicoterapia, o terapeuta reunirá o máximo de informações sobre o paciente e as suas necessidades. Assim, determinará o tipo de terapia a ser utilizada, os objetivos do tratamento, a duração de cada sessão e o número aproximado de sessões.

Além disso, ao decidir iniciar um processo psicoterapêutico, podem surgir dúvidas quanto ao tipo de psicoterapia a escolher.

Que tipos de psicoterapia existem?

Se você quer ajuda para lidar com ansiedade, depressão ou outros problemas de saúde mental, mas não sabe por onde começar, você não está sozinho.

O mundo da psicoterapia pode parecer vasto e confuso para os novos.

Existe uma ampla gama de abordagens terapêuticas, mas nenhum tipo é adequado para todos.

Para ajudá-lo a se familiarizar com as diferentes abordagens terapêuticas, aqui está um guia rápido para quatro das formas mais praticadas.

Terapia Cognitivo-Comportamental 

A Terapia Cognitivo Comportamental é uma terapia orientada para objetivos, que se centra na ligação entre nossos pensamentos (cognição), emoções e nossas ações (comportamento). Destina-se a ajudar as pessoas a mudar os padrões de pensamento que causam comportamentos desadequados, improdutivos ou incapacitantes.

Os psicoterapeutas costumam usar essa abordagem com pessoas que sofrem de ansiedade, depressão, stresse ou fobias. É também eficaz nas pessoas que procuram superar hábitos e vícios prejudiciais, como fumar, comer demais ou jogar.

Durante as sessões de terapia, você trabalha com seu terapeuta para aprender a reconhecer pensamentos ou crenças negativas persistentes e responder a estes de forma mais produtiva. Por exemplo, se você tem o hábito de pensar: “Eu sou péssimo em tudo” sempre que você comete um erro, a TCC é projetada para ajudá-lo a perceber esse pensamento, identificar pensamentos alternativos (por exemplo, “Erros não me tornam terrível; eles me tornam humano”) e escolher uma maneira mais realista de ver a situação (por exemplo, “Embora eu tenha cometido esse erro, faço muitas coisas corretamente e agora aprendi com esse erro”). Acredita-se que fazer essas mudanças positivas em seus pensamentos levará a uma mudança positiva em seu comportamento.

Terapia Psicodinâmica ou Psicanálise 

A terapia psicodinâmica ou terapia psicanalítica ou, ainda,  Psicanálise enfatiza como certos eventos e relacionamentos da vida, passados ​​e presentes, afetam os seus sentimentos, relacionamentos e escolhas atuais. Seu objetivo é ajudá-lo a reconhecer e compreender sentimentos negativos e emoções reprimidas para que você possa resolver conflitos psicológicos internos e melhorar experiências de vida, autoestima e relacionamentos.

Um terapeuta psicodinâmico irá encorajá-lo a falar abertamente sobre uma série de questões para ajudá-lo a descobrir diferentes memórias, experiências ou sonhos que ajudaram a moldar sua vida. Em particular, você explorará as razões pelas quais você tomou certas decisões ou ações adversas no passado para ajudá-lo a evitar fazer escolhas desfavoráveis ​​semelhantes no futuro. Você também pode usar essa nova compreensão de si mesmo para resolver situações problemáticas atuais e melhorar os relacionamentos.

Terapia comportamental dialética

O tratamento da terapia comportamental dialética é uma forma de terapia comportamental cognitiva, cujo principal objetivo é dar às pessoas as habilidades para regular suas emoções, lidar com o stresse duma forma maneira saudável, e melhorar os relacionamentos e viver com atenção plena. Originalmente desenvolvido para tratar pessoas com Perturbação de Personalidade Borderline, a terapia comportamental dialética é agora usada para tratar uma variedade de condições mentais e acredita-se que seja especialmente útil para pessoas com emoções negativas intensas e aparentemente incontroláveis ​​ou para aqueles que podem se inclinar para a automutilação.

Terapia Humanística/Experiencial

Ao contrário das terapias baseadas no comportamento, a terapia humanista/experimental centra-se na natureza individual de uma pessoa, e não na coleção de comportamentos que compõem uma categoria psicológica específica. A abordagem holística da terapia enfatiza a pessoa como um todo, especialmente nos seus comportamentos positivos e na sua capacidade de crescer, curar-se e encontrar a auto-realização por meio da auto-exploração. Pessoas com depressão, ansiedade, pânico e baixa autoestima podem beneficiar desta abordagem.

A terapia humanística consiste em duas técnicas populares: Terapia Gestalt e Terapia Centrada no Cliente.

A Gestalt-terapia ajuda as pessoas a se concentrarem nos sentimentos e experiências do “aqui e agora”, e não tanto na percepção das causas básicas desses sentimentos.

O seu terapeuta o ajudará a explorar sentimentos e experiências por meio de técnicas criativas e experienciais, como encenações guiadas, dramatização e outros exercícios. O objetivo é despertar emoções em diferentes situações, permitindo que a pessoa em tratamento tome consciência e compreenda essas emoções à medida que elas acontecem.

A Terapia Centrada no Cliente ou na pessoa centra-se na ideia de que as pessoas são capazes de decidir por si mesmas as áreas psicológicas que desejam explorar e sabem melhor como fazê-lo. Conhecida como uma forma de terapia “não diretiva”, o terapeuta não orienta o cliente em direção a nenhuma direção ou resultado específico, mas cria um ambiente de apoio para os clientes enquanto investigam sua identidade, sentimentos, experiências ou emoções. Você pode esperar que seu terapeuta ouça seu ponto de vista com empatia, carinho, respeito e não julgamento, e encoraje seu crescimento e auto-realização.

Calcula-se que existam mais de duzentos tipos diferentes de psicoterapia.

Falando apenas da psicanálise possui sete escolas diferentes, sendo Freud, Lacan e Winnicott os nomes mais conhecidos.
A abordagem terapêutica consiste, no fundo, na orientação teórica ou matriz conceptual que o terapeuta utiliza para se guiar no processo terapêutico.

Não se preocupe.

Será ajudado na escolha do tipo de psicoterapia mais adequado para si.

Terapia individual, terapia de casal, terapia familiar e terapia de grupo.

A psicoterapia é frequentemente individual, mas por vezes um ou mesmo dois terapeutas podem orientar um grupo de pacientes num processo de terapia em grupo em que cada paciente participa na sessão quer expressando a sua opinião, quer revelando experiências suas da sua vida pessoal.

A dinâmica de grupo favorece uma interacção entre os participantes que pode ser muito produtiva e esclarecedora para todos, sob orientação dos terapeutas em questão.

Terapia de casal

A terapia de casal destina-se a pares/casais que apresentam dificuldades na interação e/ou comunicação, disponibilizando um espaço empático, democrático e clarificante, que permite a caracterização e resolução destes problemas.

Os pedidos de ajuda neste tipo de consulta relacionam-se frequentemente com temas de ciúme, infidelidade, insatisfação, distanciamento afetivo ou disfunção sexual (redução do desejo/ líbido, disfunção da excitabilidade, disfunção ejaculatória, da ereção ou orgástica, dor na relação sexual) de causa emocional ou orgânica, que interferem no equilíbrio psicológico do casal.

Pretende-se, desta forma, clarificar impasses na intimidade conjugal, devolver a harmonia psicológica ao casal e estimular novos padrões relacionais mais saudáveis.

Terapia Familiar

A Terapia Familiar promove o reconhecimento e utilização das competências da família através da modificação de padrões comunicacionais disfuncionais e do reforço dos papéis dos diferentes elementos e subsistemas.

Assim, pretende-se melhorar o funcionamento individual alterando as interacções entre os membros da família.

A Terapia Familiar pretende:

  • reduzir os comportamentos disfuncionais dos membros da família
  • resolver os conflitos relacionais intrafamiliares
  • melhorar as competências comunicacionais do sistema
  • promover a consciencialização e sensibilidade dos elementos em relação às necessidades de todos
  • reduzir o impacto da doença na família
  • potenciar a capacidade da família de gerir a mudança, o stress ou eventos traumáticos
  • facilitar a integração da família no sistema social

Como encontrar ajuda através da psicoterapia

São hoje muitas as pessoas que recorrem à psicoterapia para tratar a depressão, a ansiedade, ou simplesmente conhecer-se melhor e aprender estratégias para lidar com a vida e os problemas vários que esta nos traz.

A psicoterapia tem como base o estabelecimento duma relação de confiança entre o paciente e o psicoterapeuta.

A psicoterapia é um tratamento colaborativo baseado na relação entre um indivíduo e o seu psicoterapeuta. Baseado no diálogo, o terapeuta fornece paciente um ambiente de apoio que lhe permite falar abertamente com alguém que é objetivo, neutro e sem julgamento. Você e seu terapeuta trabalharão juntos para identificar e mudar os padrões de pensamento e comportamento que você pode ter identificado com problemáticos. No momento em que você terminar seu processo terapêutico, você não só terá resolvido o problema que o levou ao consultório, como terá aprendido novas competências para que você possa lidar melhor com os desafios que vierem a surgir no futuro.

De acordo com o European Data Journalism Network, Portugal está entre os três países europeus com maior prevalência de depressão. Na União Europeia, quatro em cada 100 pessoas foram diagnosticadas com depressão e cinco em cada 100 com ansiedade. No caso dos portugueses, a ansiedade ultrapassa os sete casos por 100 pessoas, valor que surge a par dos da Holanda e Irlanda.

As pessoas geralmente consideram a psicoterapia, também conhecida simplesmente como terapia, nas seguintes circunstâncias:

  • Quando têm um sentimento de tristeza e desamparo prolongado e avassalador, e estão sem esperança.
  • Quando as suas dificuldades emocionais dificultam a gestão de situações quotidianas. Por exemplo, quando são incapazes de se concentrar nas tarefas diárias e, portanto, o seu desempenho no trabalho é prejudicado.
  • Quando algumas das suas ações são prejudiciais a si mesmas ou a outros. Por exemplo, quando bebem muito álcool e se tornam muito agressivas.
  • Quando estão angustiadas por dificuldades emocionais enfrentadas por familiares ou amigos próximos.

 Confidencialidade

Exceto em circunstâncias muito específicas e raras, as conversas com o psicoterapeuta são confidenciais. No entanto, um terapeuta pode violar a confidencialidade se houver uma ameaça imediata à segurança (do paciente ou de outra pessoa) ou se for obrigado por lei a relatar as suas ações às autoridades.

 Uma maneira eficaz de tratar problemas psicológicos

A terapia psicológica ou psicoterapia é uma maneira eficaz de tratar problemas ou distúrbios psicológicos, como por exemplo, depressão, ansiedade, problemas de relacionamento ou familiares, problemas sexuais ou de personalidade.

Fazer psicoterapia ajuda-nos a fortalecer as nossas mentes, a ganhar competências emocionais e a gerir as nossas vidas duma forma plena e feliz.

 

Se gosta deste artigo Partilhe

Deixe-nos o seu número de telefone e nós iremos contactá-lo!

Mais artigos para explorar

Sem categoria
joao.parente@psiworks.pt

A Apneia do Sono

Neste vídeo, o Dr. Diogo Almeida entrevista a Dra. Eulália Semedo, Especialista em Medicina do Sono.

Read More »
Psicoterapia
joao.parente@psiworks.pt

O Psicopata Moderno

“Podiam estar a matar uma pessoa à pancada – e continuavam com um ar perfeitamente normal – isso é que não consigo entender.“ (Um polaco, antigo prisioneiro de um campo de concentração)

Read More »
Psicoterapia centrada no Cliente
joao.parente@psiworks.pt

O que fazemos em Psicoterapia

Apesar da existência de várias modalidades de intervenção psicológica, todas professam o mesmo objetivo: alcançar nível elevado de autoconhecimento do funcionamento da matriz emocional e comportamental do indivíduo que lhe permita uma maior adaptação e autorrealização geral enquanto pessoa.

Read More »
saúde mental
joao.parente@psiworks.pt

Amar-te-ei até me matares…

“- Estes cabrões estavam a falar nas minhas costas…” – pensa ele enquanto entra para a divisão onde os empregados trocam de roupa e vestem a farda profissional.

Read More »
Scroll to Top

Deixe os seus dados nós entramos em contato

Seja qual for o assunto estamos aqui para o ajudar! Por favor preencha os seus dados no formulário para podermos entrar em contato consigo o mais breve possível.